Coach Católico Paulo Cesar Instituto Católico

Inteligência Espiritual

No início do século 20, o QI – Quociente de inteligência – era a medida definitiva da inteligência humana. E foi em meados dos anos 90, que desabrochou o conceito da “inteligência emocional” e que provou que além do conhecimento científico, o conhecimento e administração das emoções QE – Quociente Emocional – também chamado de << Inteligência Emocional >> são fundamentais no dia a dia de todos que desejam viver de forma extraordinária.

As novas afirmações nos levam para um conhecimento que alavanca os resultados, sejam na vida pessoal e/ou profissional:  IE  – Inteligência Espiritual

A Drª Danah Zohar, da Universidade de Oxford no seu livro QS – Inteligência Espiritual, lançado em 2018, ela que é física e filósofa americana fala com profundidade essa tema tão novo e um pouco polêmico: “a existência de um terceiro tipo de inteligência que aumenta os horizontes das pessoas, torna-as mais criativas e se manifesta em sua necessidade de encontrar um significado para a vida.”

A Drª Danah estrutura o seu trabalho sobre a realidade em que devemos valorizar e conhecer sobre o Quociente Espiritual (QS) e com o apoio de diversas pesquisas de cientistas de várias partes do mundo que descobriram o que está sendo chamado “Ponto de Deus” no cérebro, uma área que seria responsável pelas experiências espirituais das pessoas, um encontro pessoal, e aqui podemos compreender a realidade mística com as de Santa Tereza, São João da Cruz e essas experiências são possibilidades a todos que desejam.

O assunto é tão atual que foi abordado em reportagens de capa pelas revistas americanas Neewsweek e Fortune, entre outras

Afirma Dana:

A inteligência espiritual coletiva é baixa na sociedade moderna. Vivemos numa cultura espiritualmente estúpida, mas podemos agir para elevar nosso quociente espiritual.

O que é inteligência espiritual?

É a capacidade do ser humano em, de acordo com as crenças, valores e ações corretas, equilibrar sua razão e sua emoção com o mundo exterior e assim, encontrar o seu propósito de vida

É ser capaz de usar o espiritual para ter uma vida mais rica e mais cheia de sentido, adequado senso de finalidade e direção pessoal – Autoconhecimento.

O que ela contribui?

– Ela nos impulsiona.
– É com ela que abordamos e solucionamos problemas de sentido e valor.
– Conhecer o próprio propósito de vida.
– Desenvolvemos valores éticos e crenças que vão nortear nossas ações.
– Poder de decisão se queremos estar ou não em tal situação particular.

O professor e pesquisador Daniel Goleman, o teórico do Quociente Emocional, fala das emoções, e a Inteligência espiritual fala da alma.

É importante compreender que o quociente espiritual vai ao encontro de que algo significa para cada um, e não apenas como as coisas afetam nossas emoções, como eu reajo a cada situação.

A espiritualidade sempre esteve presente na história da humanidade, nas mais diversas culturas e épocas.

Dra. Danah identificou dez qualidades comuns às pessoas espiritualmente inteligentes. Segundo ela, essas pessoas:

1. Praticam e estimulam o autoconhecimento profundo
2. São levadas por valores. São idealistas
3. Têm capacidade de encarar e utilizar a adversidade
4. São holísticas
5. Celebram a diversidade
6. Têm independência
7. Perguntam sempre “por quê?”
8. Têm capacidade de colocar as coisas num contexto mais amplo
9. Têm espontaneidade
10.Têm compaixão

Uma vela não perde a sua chama acendendo outra.

Por:

Paulo Cesar Coach Católico

Master Coach Paulo Cesar

Nosso Foco é você, inclusive no desenvolvimento organizacional, pessoal, profissional e espiritual. Potencializando pessoas, com superação, resiliência e ressignificação.


Paulo Cesar – é casado, graduado em filosofia, teologia. Com diversos cursos em coaching, programação neurolinguística, psicologia positiva, inteligência emocional e constelação familiar sistêmica. Escritor com vários livros físicos e digitais.
Fundador do Instituto Católico e do Coach Católico

A diferença entre ter fé e ter atitude está nas mãos de quem sabe usar as duas coisas